mistérios.

Eu já pratiquei magia
Eu já li maçonaria
E os mistérios da fé

Eu já entrei nas pirâmides do Egito
Na Grécia, vi os mitos
E andei meio mundo a pé

Eu já desci até o inferno de Dante
Joguei de centro-avante
Fui na Disney caçar rato

Eu já fiz a justiça enxergar
Centopéia mancar
E achei Kafka um barato

Eu assinei o protocolo de Kyoto
Disse pro John Largar a Yoko
E fui pro bar me embebedar

Já dirigi a trezendos na via Dutra
Pratiquei todo Kama Sutra
Fodi até desidratar

Eu tirei da pedra a Excalibur
E entreguei pro Rei Arthur
Porque não sou bom lutador

Me aventurei a fazer compras no Brás
Pus fogo na Petrobras
E o Nero usou bronzeador

Eu já rezei uma novena
Depois joguei na Megasena
Mas não consegui ganhar

Eu já achei o esconderijo do Bin Laden
E comi Miojo Lamén
Como o mais fino jantar

Eu tô tentando explicar mas me confundo
Mas sei que no fundo
Você já pode perceber

Que eu já fiz nessa vida quase tudo
Já rodei todo esse mundo
E ainda não entendo você

Anúncios

Sobre bic azul

Uma caneta pode escrever qualquer coisa, boa ou ruim. Normalmente, ninguém liga muito se ela funciona. Mas, quando ela falha...
Esse post foi publicado em Contos Absurdos, Poesias Abstratas e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para mistérios.

  1. Thahy disse:

    lindo!

    me lembrou ` a dez mil anos` do raul…
    mas tem um toque pessoal encantador! parabens pelo texto, gostei…

  2. Anonymous disse:

    😉

  3. Danyyelle disse:

    perfeiito só que eu queria um texto des do começo era uma veez!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s