Arquivo do mês: junho 2006

álibi.


O álibi perfeito O crime do tempo Mais que imperfeito A hora H Um segundo qualquer O ponteiro de todas as letras A vida mansa Os cães raivosos A morte dança Te olhando nos olhos Uma voz Um eco Cada … Continuar lendo

Publicado em Poesias Abstratas | Marcado com , , , , , , , , , , , | 4 Comentários

naza.


Iniciada a contagem Todos se dispersam, se abrigam Ficam apreensivos, vigilantes O coração pulsa rápido mas o silêncio é absoluto Temem que algo saia do planejado E não sejam ágeis o suficiente Para alcançar alguma salvação Qualquer distração é imperdoável … Continuar lendo

Publicado em Contos Absurdos | Marcado com , , , , , , , | 3 Comentários

dvd.


Como poderia estar tão tenso naquela situação? Afinal, já havia encontrado o melhor posicionamento, a arma já havia sido testada, a nova mira telescópica funcionava melhor do que imaginava. A vítima não era ninguém importante, levariam dias para determinar o … Continuar lendo

Publicado em Contos Absurdos | Marcado com , , , , , , | 3 Comentários