ela.

O mundo se move sob os pés dela
É um campo minado, é uma passarela
Conquista o espaço, troca tiros na favela

E quando quer
Vira do avesso o mundo de um qualquer
Põe uma xícara disso, daquilo, uma colher
E acolhe a vida, em seu colo de mulher

Anúncios

3 comentários em “ela.

  1. Joga essa Jacky no lixo, rapaz!

    Tá bonitinho, a idéia é excelente as rimas são meio que pobres,né? Deve ter sido escrito no ardor da paixão. Já foi ver o filho da Lia?

  2. Aí, Bic Azul,tô com saudade. Ó só, escrevi um post curto sobre poesia com foto do Paulo Henriques Britto.

    E mais outras besteiras. O Universo Anárquico fez tratamento de spa.

    Viu a Lia já?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s