erro.

Um sonho quebrado
Asas amarradas em laço
Despresente ao coração apertado
Batendo fora de compasso

Eis que surgem os devaneios
A autoflagelação predileta
E não passou um dia inteiro
Sem que lembrasse dela

Em pesadelos
Ou ao sol nascente
Apesar do apelo
Volta à mente

Imagens lindas
Talvez até reais
A saudade brinda
E os dias são iguais iguais iguais

Já era tempo de passar
Mas não passa
Já faz tempo que não há
Mas nunca vira nada
Já não vem o desespero
Mas nunca redime-se o erro.

Ilusão
Sem perdão
Sempre não
Eterna repetição

Nenhuma palavra vai ajudar agora.

Anúncios

5 comentários em “erro.

  1. O único estado que existe é o passado, se o tiveres na cabeça. No momento em que te tocas do presente ele é passado. O futuro não existe, logo…
    Cara, seria mais fácil se você viesse ao meu blog e deixasse um comentário. Isso é o típico do blogueiro.

    Viu a poesia ducatzo do Claudio Vianna do dlingua.blogspot.com? É bem divertida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s