video game (interlúdio).

Anos atrás.

_ Amor, você não vem para a cama?

_ Ainda não. Estou quase no final deste jogo.

_ Ai, ai… você me diverte.

_ Não há nada de mal em gostar de video game.

_ Se eu achasse isso, não teria me casado com você.

_ …

_ Ainda é aquele jogo?

_ Sim.

_ Mas eu já vi você nesta tela.

_ É, mas estou lutando com outro carinha agora. Olha que legal esse poder dele.

_ Qual?

_ Peraí… É! Olha só!

_ … legal.

_ É.

_ Vê se não demora. Quero ver você usando o maior de todos os seus poderes hoje.

_ Qual?

_ O de me deixar louca por você.

Ela saiu da sala e após alguns minutos, ele a seguiu.

Na TV, um guerreiro caminhava sozinho ao pôr-do-sol, após vencer o último estágio.

(conclui a seguir)

Anúncios

Sobre bic azul

Uma caneta pode escrever qualquer coisa, boa ou ruim. Normalmente, ninguém liga muito se ela funciona. Mas, quando ela falha...
Esse post foi publicado em Contos Absurdos e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s