Arquivo do mês: outubro 2007

hehe.


_ O que você tá fazendo? _ Estou mudando umas coisas… _ Ih, mas.. por que? _ Ah, cara, tô a fim de fazer algo mais sacana. _ Porra.. sempre que tu faz isso, fica mal depois… _ Não dessa … Continuar lendo

Publicado em Contos Absurdos | Marcado com , , , , , , , , | 3 Comentários

3.


… lugar familiar amigos conhecidos bebida copos plásticos sorriso ELA … fashion ELA chegou parede de cimento olhar vazio ELA sem reboque pintura parede EU sentado amigos risada desconhecidos ELA caras levanto bocas esbarro olhar derrubo cerveja ELA na mesa … Continuar lendo

Publicado em Contos Absurdos | Marcado com , , , , , , , | 3 Comentários

na mira.


Pintei um alvo na minha testa Pra atrair bala perdida Pra não me perder por entre as balas Pintei um alvo na minha testa Pra ser vítima inocente E não covarde suicida Pintei um alvo no meu peito Pra andar … Continuar lendo

Publicado em Poesias Abstratas | Marcado com , , , , , | 4 Comentários

hora de partir.


O celular chamado Está desligado Ou fora da área de cobertura O trânsito parado O dia nublado Um ponto de ruptura O que passou, se foi A vida vai seguir E já não dói mais É hora de partir. O … Continuar lendo

Publicado em Poesias Abstratas | Marcado com , , , , | 3 Comentários