Arquivo do mês: dezembro 2007

a despedida.


Já era quase meia noite. Como sempre, ele estacionou a poucos metros da casa dela, mas dessa vez não desligou o carro e ficou a observando calado alguns instantes, esperando que ela quebrasse o silêncio: _ Adorei a noite. _ … Continuar lendo

Publicado em Contos Absurdos, Crônicas do Cotidiano | Marcado com , , , , , , , , , , , , | 15 Comentários

S0BR3V1V3NT3.


Baterias vazias Braços retráteis retraídos Um led vermelho lentamente se apaga Capacitores perdem sua carga E ele permaneceria assim para sempre Se não tivesse chegado onde estava É terça de manhã Ele não sabe a diferença das horas Ele apenas … Continuar lendo

Publicado em Contos Absurdos, Poesias Abstratas | Marcado com , , , , , , , , , , , | 6 Comentários

verdades absolutas.


A primeira de todas as verdades absolutas é que não existem verdades absolutas. Seja por questão de ponto de vista, seja por exceção à regra. A única regra que não tem exceções é aquela que diz que “toda regra tem … Continuar lendo

Publicado em Crônicas do Cotidiano | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | 11 Comentários