_Travessões

Olá, visitante.

Eu sou o bic azul e resolvi escrever este post para comunicar algumas mudanças pelas quais o Absurdos & Abstratos vai passar em breve.

Acalme-se. Longe de “trair o movimento punk”, minha pequena página está para abrir mão de algumas de suas auto-infligidas clausuras.

Eu explico: a partir desse post, além de contos, crônicas e poesias – sempre de autoria própria, como publico desde de 2006 -, estou inaugurando uma nova categoria. Os Travessões serão posts como esse, em que falarei diretamente com você.

Não, não é para contar que “hoje peguei o maior trânsito na marginal…”. De modo algum. Evasão de privacidade não é a minha. Apesar de estar bem aquém da comparação, não posso deixar de citar Pessoa, que ainda deixa muita gente intrigada pela profundidade de sua obra em contraponto à vida relativamente calma que levava. A quem quiser falar das obras de Jack Kerouac ou de Henry Miller e suas vidas aceleradas ou fodidas, boa sorte.

Ah, sim, voltemos às clausuras. Esse é o assunto que quero comunicar neste post. Bom, essencialmente, o site permanece como uma página de letrinhas só minhas, mas o modo de exprimi-las… bom, teremos novidades libertadoras.

A primeira fica por conta da parceria com o grande Gus Morais, ilustrador e amigo que está preparando quadrinizações de alguns contos já publicados. Basta passear pelo blog do rapaz para você ficar tão ansioso quanto eu. A novidade, você vai conferir tanto lá, como cá, na categoria “Quadrinhos”.

A segunda novidade também é uma parceria. Eu e meu velho amigo Israel preparamos o que espero ser a primeira de muitas poesias musicadas e que deve tocar aqui, também em breve. Usando apenas tecladinhos antigos, ele conseguiu criar melodias muito bacanas. Esta será a categoria “Músicas”.

E a última é uma empreitada solitária, por enquanto. Trata-se de contos narrados. Pessoas próximas já me pediam isso desde que eu me lembro. “Eu gosto mais quando você lê” é frase corriqueira.

Como não sou profissional da voz, inicialmente me acanhei com a possibilidade. Entretanto, após ouvir que Drummond, que também o fez sem ser, criei coragem, mesmo estando aquém desta comparação também. Dylan Thomas também declamava suas fabulosas poesias, mas a voz do sujeito era sensacional. Na minha imaginação, queria algo assim, ou como os Contos da Meia-noite, mas minha total inaptidão para edição de áudio vão fazer deles algo bem comum, parecido com os que me são próximos escutam.

Claro que, se você tiver algum conhecimento e quiser colaborar, será muito bem-vindo. Basta entrar em contato. O resultado você vai conferir na categoria “Dois Pontos”.

É isso.

Um abraço e obrigado pela visita.

Anúncios

Sobre bic azul

Uma caneta pode escrever qualquer coisa, boa ou ruim. Normalmente, ninguém liga muito se ela funciona. Mas, quando ela falha...
Esse post foi publicado em Travessões. Bookmark o link permanente.

5 respostas para _Travessões

  1. valéria disse:

    o que já estava ótimo…vai melhorar!!! bom para nós!
    obs: ainda bem que vc não se identifica com o henry miller.

  2. Okashira disse:

    gostei do blog! é um pouco parecido com o meu (não muito)
    também pretendo publicar contos…

    ^^

  3. Thahy disse:

    eh leh leh

    nao vejo a hora de ouvir!

  4. (marta) disse:

    interessante..
    quero ouvir as musicas!!!
    ;*

  5. gusmorais disse:

    Grande Hipólito!
    Valeu pela citação! haha. O quadrinho novo já tá lá no ar, e o próximo, vai ser nosso trampo conjunto. essa semana nos encontramos pra tomar uma breja e discutir o trabalho. Aguardo suas impressões sobre a história nova!
    Abraço,
    Gus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s