Arquivo da categoria: Crônicas do Cotidiano

já percebeu?


A gente anda tão distraído Que não lembra mais Onde estacionou Onde tudo começou Como se machucou E nem sabe como fez esse roxo aí braço E que aquela despedida não teve nenhum abraço Tão distraído que não vi você aí … Continuar lendo

Publicado em Crônicas do Cotidiano, Poesias Abstratas | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

o escritor e o pernilongo.


Vida de escritor não é fácil. Você pode fazer qualquer coisa, desde que escreva. E se você precisa escrever, não dá pra ficar fazendo qualquer coisa. O fato é que, quando um escritor apanha uma ideia, ele sabe que precisa … Continuar lendo

Publicado em Contos Absurdos, Crônicas do Cotidiano | Marcado com , , , , , , , , | 2 Comentários

resumindo.


_ A história é essa: ela lembraria dele para sempre. Bastava que ele não lhe negasse seus adorados cookies. _ Ele era cozinheiro? _ Não. _ Ela era pobre? _ Não e não. Ela era uma página de internet e … Continuar lendo

Publicado em Contos Absurdos, Crônicas do Cotidiano | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

memórias.


Antes que eu esqueça ainda mais delas, acho que é melhor registrar aqui um pouco do que ainda lembro. Claro que não estou falando daquela fórmula gasta de dizer o que você mesmo lembra sobre a vida (no caso eu), … Continuar lendo

Publicado em Crônicas do Cotidiano | Marcado com | 2 Comentários

tem fogo?


Para quem o conhecia, a pergunta era sempre retórica. Apesar de ser um fumante habitual, não comungava do pacto secreto das regras não escritas com quem compartilhava seu vício. Aquele mesmo pacto que antes negava e agora exige o sexo … Continuar lendo

Publicado em Contos Absurdos, Crônicas do Cotidiano | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

janela.


Hoje eu vi a Terra girar no espaço Não numa maquete nem no planetário Era ela mesma. Linda. Azul, branca, vermelha, verde. Linda. Hoje eu vi o Sol ficar pequeno pela distância Mas sua luz irradiava todo um hemisfério Um … Continuar lendo

Publicado em Crônicas do Cotidiano, Poesias Abstratas | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

teste.


_ Senhora, por favor, aponte as alternativas corretas. _ Como? _ Escolha as alternativas corretas após no monitor abaixo e tecle as respostas verdadeiras. _ Escuta, meu filho, eu não vim aqui fazer prova. Vim tirar a segunda via do … Continuar lendo

Publicado em Contos Absurdos, Crônicas do Cotidiano | Marcado com , , , | 1 Comentário