quando.


quando nos olhamos senti que havia algo especial que só se descreve como indescritível No mais belo e perfeito dos paradoxos quando nós olhamos o que era diferente ou igual as voltas da vida nos torceu, terrível como nas barbas dos judeus ortoxodos quando nus, olhamos sentimos o que nos era essencial o resto mundo […]

freud.


_ Você tá mordendo a caneta? _ Estou. _ Que nojo! _ … _ Ai, para! _Que foi? Não estou te fazendo nada… _Tá sim, tá fazendo nojeira. _ Por que você não olha para outro lado então? _ Vou mesmo! _ … _ Você ainda tá fazendo? _ O que? _ Comendo a caneta… […]