silêncio glorioso.


Já é de manhã. Eu posso sentir O toque delicado Do silêncio glorioso “Não se apresse”, ele diz “Desfrute. Essa solidão Breve e deliciosa É só sua.” Os braços e pernas Que descansam no meu leito São apenas ilusões Criadas pelas dobras do cobertor. Ao contrário da noite Quando o vazio nos toma Com dolorida […]

correntes.


Pedro vê correntes girando em espiral num cenário idílico. Ele não se vê, apenas observa. Sente o vento e ouve o som do movimento das correntes. São enormes. Agora, giram em torno de um eixo central. Pedro vê um imenso polvo de metal, cujos tentáculos flutuam por força da inércia. Não resistindo, corre e agarra-se […]