Arquivo da tag: dor

já percebeu?


A gente anda tão distraído Que não lembra mais Onde estacionou Onde tudo começou Como se machucou E nem sabe como fez esse roxo aí braço E que aquela despedida não teve nenhum abraço Tão distraído que não vi você aí … Continuar lendo

Publicado em Crônicas do Cotidiano, Poesias Abstratas | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

ecos e lágrimas.


Erros consumados, Fatos passados Impressos na alma Voltam à mente sem razão, No silêncio da calma De dias em vão.

Publicado em Poesias Abstratas | Marcado com , , , , , , , , | 10 Comentários

múltipla escolha.


Tente adivinhar E se já souber Não precisa falar Shhh….. Não se trata de um enigma Nem da sombra de um estigma A única resposta verdadeira É que não há fórmula exata É questão que não é inteira É matéria … Continuar lendo

Publicado em Poesias Abstratas | Marcado com , , , , , , , , , , , , | 7 Comentários

da espera.


Foi na sala de espera da dentista que viu um rosto conhecido na capa de uma revista velha. Era uma foto de detalhe numa revista de famosos, daquelas que ele sabia que ela nunca se interessou em folhear. Ao lado … Continuar lendo

Publicado em Contos Absurdos, Crônicas do Cotidiano | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | 7 Comentários